LESÕES MUSCULARES: O QUE SÃO?

As origens das lesões musculares são diversas. Conhecê-las, associadas a precauções simples mas realizadas cuidadosamente, irão permitir-lhe diminuir fortemente os riscos de surgimento das mesmas.

 

De onde vêm as lesões musculares?

Parece evidente que a primeira causa da lesão reside na prática de uma atividade demasiado intensa relativamente às suas capacidades físicas ou à repetição de maus gestos. Mas mesmo os esportistas mais treinados são frequentemente vítimas de lesões musculares; esta é a prova de que outros factores entram também em linha de conta. Nunca é bastante repeti-lo mas o aquecimento, tanto quanto o alongamento, são primordiais a qualquer prática esportiva. Os músculos não conseguem suportar sem preparação a prática intensiva – tanto quanto têm necessidade de ser aliviados após o esforço. Alongá-los trabalha ainda mais a sua flexibilidade, primordial para suportar esforços importantes. Os músculos não devem simplesmente ser fortes mas também flexíveis para se protegerem das diversas lesões musculares.

 

A isso acrescenta-se a necessidade de se hidratar bem e continuamente durante a prática mas também a montante e a jusante. Com efeito, uma falta de água no organismo diminui fortemente as capacidades físicas. Por último, o cansaço, frequentemente causado por um treinamento em excesso, favorece também o aparecimento de lesões. Cabe a você saber quando deve parar, no caso de ser necessário.

 

As lesões mais comuns na prática do fitness

As lesões mais comuns são quatro, sendo que cada uma apresenta as suas próprias características e requer um tratamento específico.

 

A cãibra: a lesão muscular mais frequente mas também a menos grave, causada sobretudo por uma falta de hidratação antes e durante do esforço e por uma sobrecarga de trabalho no músculo em questão que não consegue suportar o esforço imposto.

 

A contractura: dor similar à provocada por uma cãibra mas que dura mais e ocorre sobretudo sentir após a prática de exercício. Lesão não grave mas dolorosa, pode durar entre cinco e dez dias.

 

A elongação: causada por um alongamento demasiado sustentado da fibra muscular, é indicada por uma dor aquando do esforço que pode desaparecer antes de reaparecer durante a sessão seguinte aquando alongamento do músculo aleijado. Afeta maioritariamente a coxa e a barriga da perna e requer um descanso de dez a quinze dias.

 

A rotura e o rasgão muscular: causados pela lesão de fibras musculares, são fonte de uma dor brusca e muito viva. No âmbito da prática do fitness, a sua causa principal é a contração demasiado grande do músculo. Uma tal lesão requer necessita a consulta de um médico assim como uma ecografia para observar a importância da lesão do músculo.

 

Como evitar e aliviar as lesões?

Ainda que cada lesão muscular implique um tratamento específico e adaptado, existem regras a aplicar que lhe permitirão limitar o seu surgimento. Conforme previamente explicado, aquecer-se, alongar-se e hidratar-se bem diminuirão fortemente as suas probabilidades de sofrer lesões musculares. Mas é sobretudo o conhecimento do seu corpo e dos seus limites que primará. É necessário estar atento aos seus músculos porque determinados sinais prévios anunciam frequentemente as lesões: estes últimos podem ir de simples entorpecimentos a dores mais vivas. Não force quando você sente um cansaço muscular ou quando um lesão anterior começa a fazer-se sentir.

 

Uma lista de bons reflexos quando a dor aparece: parar imediatamente o esforço, aplicar o mais depressa possível gelo sobre o músculo afetado e massajá-lo durante vários dias. Atenção a não retomar a prática prematuramente antes de a lesão estar curada na íntegra. Uma visita ao seu médico é certamente aconselhada nos casos mais graves.

 

As lesões musculares são, por conseguinte, múltiplos, apresentando ao mesmo tempo diversos graus de gravidade. É contudo possível atenuar os riscos de surgimento, prestando atenção. Regra n.° 1: nunca negligencie o seu aquecimento e não se esqueça de se hidratar regularmente! De resto, constata-se que os dançarinos profissionais sofrem menos lesões musculares porque os alongamentos e os aquecimentos são primordiais durante as sessões de treinamento.

 

Permaneça atento ao seu corpo para estar consciente das suas capacidades reais. A longo prazo, um treinamento progressivo e enquadrado continuará sempre a ser mais positivo do que um treinamento em excesso causador de lesões que atrasarão os seus progressos.

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Vote
VOLTAR PARA O TOPO