MUSCULAÇÃO: COMO TER UMA BOA ENERGIA?

(2)

Na musculação, é uma das chaves do êxito de um treino: a força mental. Deve estar omnipresente para fixar o seu objetivo e otimizar a sua concentração. Um espírito são num corpo são, eis o essencial. Somente os nossos pensamentos nos controlam. Atuam sobre nós, levando para a vitória ou travando-nos nos nossos impulsos. Cabe a nós dominá-los para colocá-los ao serviço dos nossos êxitos. Descubra 4 técnicas mentais para aprender a contrariar a fadiga e impulsionar a sua força física. Construa mais músculos graças a uma energia nova!

 

O seu desempenho de musculação diminuiu nestes últimos tempos? Recupere uma boa energia graças a estas 4 técnicas mentais.

 

Visualizar para ser ter êxito

A visualização: eis uma técnica utilizada por inúmeros desportistas. Consiste em representar mentalmente a sessão de treino futura e visualizá-la de forma positiva. Deste modo, a sua previsão tem bastantes mais hipóteses de se realizar. Sim, vai conseguir!

 

Antes de cada sessão de musculação, reserve alguns minutos à calma. Isole-se e demore o tempo necessário para visualizar a sua rotina. Exercício a exercício, imagine-se a realizar a sua sessão de forma eficaz e potente Conte as suas repetições mentalmente, como se estivesse a fazê-las. Quando terminar a totalidade da sua sessão, volte à base de treino. Aqui está você concentrado, prestes a ter um melhor desempenho. Visualizar o seu êxito permitiria aumentar a sua força de resistência mental : não espere mais!

 

Acreditar em si

Todo o desportista deve sentir-se capaz de realizar um ato para poder explorar o seu potencial. Graças à confiança em si, ele desenvolve uma imagem positiva dele próprio e das suas próprias capacidades. Há quem diga que a confiança em si decorre apenas de experiências de êxito. Contudo, um desportista pode mostrar-se confiante desde o princípio sem que sejam necessárias provas de vitória.

 

Para trabalhar esta imagem positiva você mesmo e desenvolver a sua força mental propícia ao êxito, siga este exercício: numa folha em branco, registe cinco das suas qualidades desportivas e cinco das suas qualidades humanas; peça então a alguém das suas relações que faça o mesmo relativamente à sua pessoa. Por que motivo? Para ter tempo para refletir sobre aquilo que você é e bem. É também uma boa maneira saber quão bem as outras pessoas pensam de si. E, acima de tudo, nunca se esqueça «aquilo em que acreditamos acontece muitas vezes». Dinamize, pois, as suas crenças no seu treino de musculação, aumentando as suas hipóteses de êxito!

 

Encontrar o seu ritmo

Sabia que a música funciona como um combustível para inúmeros desportistas? Sim, é até essencial para a sua rotina e melhoraria o desempenho desportivo. Rock, hip-hop ou qualquer outra música ritmada tem uma influência positiva no desportista, antes ou durante um desempenho. Influencia a «perceção do esforço», ou seja, faz esquecer o estado de fadiga, o que atrasa o momento em que decide abrandar a cadência.

 

Segundo um estudo do psicólogo desportista Costas Karageorghis, da Universidade Brunel, no Reino Unido, uma música com BPM (batimentos por minuto) alto pode também fazer aumentar a velocidade dos atletas. Foi até demonstrado que, ao sincronizar os BPM e a melodia de uma canção com a intensidade de esforço que é necessário aplicar, economiza-se oxigénio (uma diferença de 7% segundo o estudo), utilizando-o ao máximo no momento oportuno. Então, durante o seu treino de musculação ou as suas sessões de cardio training, aumente o seu mental com música!

 

Conservar a alma de um principiante

É uma qualidade que é absolutamente necessário conservar: o espírito desportivo! É frequente acusarmos os desportistas profissionais de terem perdido o sentido da audição, próprio dos principiantes. E acharem que sabem tudo é, por outro lado, o que pode travar a progressão. Quando se começa uma atividade, uma pessoa sente-se ultramotivada, ouve-se o que os outros nos dizem, presta-se sempre atenção aos conselhos para progredir mais do que nunca. E é sempre importante conservar a alma de um principiante. Esta vontade de fazer melhor permite aprender novos exercícios, novos métodos. Aqueles que já têm bases sólidas na sua própria prática podem evoluir mais rapidamente. Basta apenas admitir que, por vezes, precisamos deste pequeno impulso para evoluir, para recuperar a motivação do início. 

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Vote
VOLTAR PARA O TOPO